quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Dedos em Riste

"Tenho me posto a pensar, onde este mundo irá chegar.
Pessoas de dedo em riste que se prostram a gritar.

Cobram, xingam, julgam, punem, execram e condenam sem sequer se importar.
Se esquecem entretanto, que olhando da janela é tão fácil de julgar.

Difícil é nós mesmos, no espelho observar, que cometemos os mesmos erros, basta apenas reparar.
Não faça inimigos para este fardo carregar, sejamos nós leves de alma para podermos mais amar."

                                             Fábio Baptista