sábado, 28 de junho de 2014

Louco e Feliz


Eu sou o tipo de pessoa que as outras adoram rotular de louco. É, me chamam de louco mesmo!!! Sou louco porque eu canto alto na rua e não tô nem ai. Sim eu canto mesmo, quem me conhece sabe disso... rsrsrs... Eu dou risada alto, eu falo alto, eu até gesticulo alto, eu luto, brigo e vou até o fim pelo que eu acredito ou acho certo. E quando estou triste ou irritado me refugio me escondendo em meus poemas, lá sou inatingível, sou inalcançável, sou inabalável. Me refugio, não por não ter coragem de enfrentar meus problemas, mas sim por acreditar que ninguém precisa sofrer ou sentir pena de mim. Eu já fui vítima, já fui coitadinho. Hoje eu sou inspirador, sou quem faz acontecer. E por tanto tenho vergonha de quem já fui. Hoje não ajudo a propagar a tristeza, quero mesmo é espalhar a felicidade! E Quero perto de mim pessoas assim, alegres. Pessoas que me contagiem de alegria, que me deixem doentes de dar risadas, que me deem cansaços de satisfação. Eu quero contentamento, eu quero ser inspirado pela beleza e alegria da vida. Quero contagiar e ser contagiado pela felicidade, porque de tristezas o mundo já esta farto. Não repassemos adiante este triste fardo. Seja como eu, mais um louco de cara, um louco de fato!

                                                           Fábio Baptista