quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Quem Sabe?!


Quem sabe um dia destes, em uma destas minhas andanças eu não te encontre em uma rua qualquer. Talvez ao virar uma de tantas esquinas, quem sabe. Talvez no corredor de um mercado qualquer. Quem sabe no banco de um ônibus que eu não costumo pegar. Quem sabe um dia por ai, eu não esbarre em você... Quem sabe?!

                                                                                  Fábio Baptista