sexta-feira, 11 de novembro de 2011

A Minha Lucidez.



... E aos que berram ou gritam pedindo a minha lucides, vós não sois mais lucidos do que eu, em minha mente decadente repousam fantasias de um mundo melhor, onde ninguém morre por ser diferente, ninguém sofre por não ter posses, ninguém é castigado pelo que não fez. Se for lucido achar certo, crianças morrerem de fome, filhos serem abandonados pelos pais, crianças serem mortas por quem os deveria proteger, povos fazendo guerras em nome de suas crenças, que lugar é esse onde ensinamos o ódio a nossas crianças, querem saber, me deixem aqui na minha insanidade, talvez um dia, muitos me acompanhem nessa viagem chamada loucura e dai teremos menos pelo que chorar e muito mais pelo que sorrir.


                                                          By: Fábio Baptista